Linha do tempo

Física óptica – linha do tempo

965 a 1040 Alhazen, físico e matemático árabe, pioneiro da óptica, no ano 1000 considerou a luz um fenômeno físico e o olho como receptor dela.
1564 a 1642 Galilieo Galilei, físico, matemático, astrônomo e filósofo italiano, ao observar a aproximação dos vôos dos pássaros, concluiu que a velocidade é a relação entre a distância percorrida e o tempo (V = d/t).
1643 a 1727 Issac Newton, cientista inglês, ao utilizar um prisma em 1665-66, conseguiu separar a luz branca em diferentes ondas eletromagnéticas.
1644 a 1710 Olous Roemer, astrônomo dinamarquês, definiu que a luz tem uma velocidade finita e mensurável, contrariando Galileu que afirmou que a velocidade da luz era infinita.
1773 a 1829 Thomas Young, físico e médico britânico, definiu diferentes comprimentos de onda e frequência. Defendia que a retina vibrava de forma diferente conforme o estímulo luminoso. Ele propôs a existência de 3 tipos de receptores oscilantes na retina e que são mais ou menos uniformes.
1821 a 1894 Hermann Helmholtz, físico e médico alemão, aprimorou a teoria de Young sobre os 3 tipos de receptores. A teoria Young-Helmholtz é que a cor percebida é determinada pela estimulação de 3 tipos básicos de receptores
1857 a 1894 Henrich Hertz, físico alemão, provou em 1888, que o aspecto visível tinha comprimentos de ondas que variavam entre 400nm e 700nm e que esta era uma pequena parte de um espectro eletromagnético muito mais amplo.
1834 a 1918 Ewald Hering, fisiologista alemão, descreveu a cor como uma combinação de vermelho, verde, amarelo azul, branco e preto. Propôs que existem 3 tipos de receptores na retina: o vermelho|verde, o amarelo|azul e o preto|branco, cada um contendo diferentes substâncias bioquímicas.
1852 a 1931 Albert Michelson, físico americano do Mount Wilson Observatory em Los Angeles, California,, em 1926 publicou o valor preciso de 300.000.000m/seg.
1879 a 1955 Albert Einstein, provou que não há necessidade de um meio para a propagação da luz e demonstrou que ela se comporta como uma onda e, também, como uma partícula.
© 2014 A cor simplificada - Todos os direitos reservados.